facebook  Twiter  GooglePlus In Youtube

10 tendências em alimentos e bebidas na América Latina em 2019

Latinoamérica COLORANTES / AROMAS

Com base no relatório “Tendências em Alimentos e Bebidas em 2019“, lançado pela Edelman, os escritórios da agência global de comunicação na América Latina destacam os 10 movimentos de consumo nessa indústria mais representativos na região.

“Observando o comportamento de consumidores em países como Argentina, Brasil, Colômbia e México, assim como em grande parte do mundo, é visível o desejo não só por uma alimentação saudável, mas também por escolhas de menor impacto ambiental e que estejam alinhadas a padrões éticos”, diz Jaqueline Januzzi, gerente global do setor de Alimentos e Bebidas na Edelman. Segundo o estudo global Edelman Trust Barometer 2019 – Alimentos e Bebidas, 65% dos respondentes acreditam que a produção em larga escala da indústria de alimentos e bebidas gerou danos ao meio ambiente e diminuiu os padrões de nutrição. Além disso, quase metade dos respondentes não acreditam que as empresas do setor são transparentes e autênticas na forma como operam.

Conheça as 10 tendências em alimentos e bebidas na América Latina em 2019:

Pós de Plantas Superpoderosas
Suplementos nutricionais e bebidas funcionais já são tendências consolidadas, mas estamos vendo o surgimento de pós feitos de ervas, raízes e plantas tradicionais agora sendo usados para melhorar as funções cerebrais, retardar o envelhecimento, melhorar o sono, a saúde mental e o bem-estar físico. São os pós de plantas superpoderosas (superpowders). Do colágeno ao moon milk, esses produtos são facilmente incorporados aos alimentos e encontrados nas prateleiras de empórios e farmácias.

Manteigas e Óleos Alternativos
Caso o consumidor queira fugir do básico quando o assunto são manteigas e óleos é cada vez mais fácil encontrar alternativas. Entre os destaques estão a manteiga de abacate, coco e semente de abóbora e os óleos de linhaça e chia. Cada uma dessas gorduras traz benefícios à saúde, além de adicionar sabor e textura aos alimentos.

Dieta Fodmap
O termo é um acrônimo em inglês para “Fermentable Oligo-, Di-, Mono-saccharides and Polyols”, que pode ser traduzido como oligossacarídeos, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis fermentáveis. Ou seja, todos os açúcares e alguns carboidratos encontrados na comida que podem gerar problemas para pessoas portadoras da Síndrome do Intestino Irritado (em torno de 15% da população mundial). Muitos alimentos, como maçã, couve-flor e alho são enquadrados como ricos em Fodmap e evitá-los significa melhorar a digestão em geral e evitar os sintomas da síndrome e de outras doenças similares. O tratamento consiste na substituição de alimentos e algumas empresas já oferecem versões de seus produtos livres de Fodmap.

Combinações Inusitadas
De combinações mais digestas como caramelo com sal às mais polêmicas como Oreos sabor frango apimentado e wasabi, muitos sabores exóticos são criados apenas para gerar curiosidade. Mas a verdade é que a ciência mostra que essas misturebas têm potencial e devem continuar a ser tendência. O contraste de sabores, aromas e texturas (doce/salgado, gorduroso/ácido) implica em uma experiência mais profunda do paladar. É por isso que combinações como sorvete de azeite de oliva levam nossas papilas gustativas a outros patamares.

Hora do Chá
Os benefícios do chá – amplamente divulgados e conhecidos – contribuem para que a bebida esteja entre as favoritas, do Oriente ao Ocidente. Ainda assim, todos os anos novas combinações contribuem para que ela continue em alta entre os mais diversos paladares. Dos mercados de Taiwan vêm duas tendências globais: o onipresente chá com espuma (bubble tea) e o chá de queijo (cheese tea). Por outro lado, nossa erva mate, tão popular na América do Sul, está ganhando o mundo.

Guerra ao Plástico
Com a ONU declarando guerra ao descarte de plástico nos oceanos, e as mídias sociais compartilhando fotos de cortar o coração de tartarugas morrendo ao ingerir canudos, essa é, sem dúvida, uma discussão importante para o setor. Em 2018, o banimento de canudos plásticos em diversos locais do mundo gerou seguidores e críticos. Marcas saem à frente e cidades inteiras – ou até Estados, como a Califórnia – aderem à tendência.

Carne Taxada
As previsões são sombrias para a preservação do planeta e para a saúde humana quando o assunto é carne. De acordo com o The World Resources Institute, o consumo da proteína deve subir 82% globalmente de 2006 a 2050, com sérios impactos para a saúde dos consumidores e ao meio ambiente. Ativistas e especialistas já discutem um imposto sobre a carne, buscando reduzir o consumo.

Resíduos Prósperos
É antiga a preocupação com o desperdício de alimentos e, de uns tempos para cá, empreendedores vêm buscando maneiras de ajudar as pessoas e o planeta e, de quebra, engordar suas contas bancárias. As soluções estão presentes em vários estágios da cadeia, como transformar caroços de abacate em talheres compostáveis e usar restos de amêndoas para produzir açúcar ou cerveja.

Restaurantes Fantasmas
Um novo conceito de restaurante é cada vez mais comum. Sem mesas, cadeiras e garçons, são estabelecimentos que funcionam apenas para delivery. Uma das vantagens para esses empresários é a economia no aluguel e com funcionários.

Comida do Bem
Mais do que nunca, escolhas alimentares são feitas pelas lentes da ética. Isso vale para questões relacionadas a condições de trabalho, imigração, desnutrição e obesidade até uso da água, biodiversidade e saúde do solo. De acordo com estudo global Edelman Earned Brand 2018, 54% dos consumidores do mundo acreditam que é mais fácil para as marcas liderarem movimentos de mudança social do que o Governo.

Fonte: Sabor à Vida Gastronomia

Suscribase Newsletter semanal ingredientes

Nuevos Productos

|